Manejo para Solos Produtivos – Construindo a Base

O preparo do solo é uma atividade planejada e executada a partir do cruzamento das informações levantadas na fase de diagnóstico da área. Nessa fase iremos construir toda a base que dará a sustentação às lavouras e pastagens ao longo dos anos.

Assim como na construção civil, é a base que irá garantir o futuro e a segurança do empreendimento. No caso do solo, entendemos como base a sua estruturação nos pontos de vista químico, físico e biológico. Um solo bem estruturado vai diminuir a suscetibilidade à perda de nutrientes, vai aumentar a disponibilidade de água e favorecer o crescimento das plantas, garantindo melhores colheitas mesmo em casos de adversidades climáticas.

Para a melhoria da estrutura do solo é importante a implantação de estruturas de controle de erosão, o uso de corretivos de qualidade, coquetéis de plantas de cobertura e aplicação de ativos biológicos (fungos, bactérias e micorrizas) para auxiliar no controle de pragas e doenças e melhorar a agregação do solo. Juntas, essas ferramentas são capazes de proteger, conservar e potencializar os atributos físicos, químicos e biológicos do solo.

As estruturas de controle de erosão (curvas em nível, barraginhas, cochinhos, terraços, etc), garantem que os nutrientes aplicados não serão carreados para os cursos d’água e que as chuvas irão se infiltrar no solo garantindo as necessidades das plantas e recarregando o lençol freático.

Os corretivos levam nutrientes às camadas mais profundas do solo propiciando um maior desenvolvimento do sistema radicular das plantas e, com isso, assegurando uma maior disponibilidade de água e nutrientes para o desenvolvimento das culturas.

As plantas de cobertura também favorecem o aumento de matéria orgânica que é essencial para a fertilidade do solo, promovem a ciclagem de nutrientes, auxiliam no controle de pragas e doenças e fixam o nitrogênio atmosférico reduzindo a utilização de fertilizantes nitrogenados.

Os ativos biológicos irão auxiliar no controle de pragas e doenças do solo e participar ativamente da sua estruturação através da produção de exsudados microbianos que funcionam como uma espécie de cola, agregando as partículas do solo.

No vídeo de hoje vocês poderão conhecer um pouco desse trabalho para o Manejo Sustentável do Solo.

Você pode acompanhar a série de vídeos sobre Manejo para Solos Produtivos através das redes sociais:

Facebook

Instagram

Linkedin

Youtube

 

Escreva um comentário

Deixe uma resposta